Atendimento e Vendas: 0800-773-2874   |  e-mail: vendas@br.omega.com
Controles de Processo
Muitas variáveis são passíveis de controle, como pressões, vazões, proporções de misturas, níveis, trações mecânicas, posições mecânicas, e a lista pode perfeitamente ir crescendo sem restrições, desde que exista um modo de transformar uma grandeza física em uma leitura elétrica, seja tensão, corrente, frequência, luminância, ou informação digital, seja ela o padrão USB, Hart, RS485 ou Bluetooth.

  • Sensoriamento de posição
    Também chamado de sensoriamento de deslocamento, já foi objeto de diversas alternativas técnicas de transferência de informação física em elétrica: capacitivas, indutivas, muitas vezes por reostatos, potenciômetros rotativos associados a transmissões por engrenagens. Mais recentemente, foi desenvolvido um processo com elo de controle mais aberto: são os motores de passo: conectados a eixos "sem-fim" roscados precisamente, construídos sobre ligas de elevada durabilidade, movimentam cursores com retrocesso cuidadosamente compensado. A realimentação real da posição não ocorre: o sistema “confia” na resposta do motor de passo, de que nenhum pulso será perdido; eventualmente uma reaferição pode ser inclusa quando o cursor chega no fim e/ou início de curso. Com isso, a informação da posição se restringe ao dado gravado no registrador digital. O sistema tem uma interface coerente com microprocessadores, microcontroladores e computadores.

  • Sensores de vazão
    Vários métodos se prestam à medição de vazão. Um bastante conhecido baseia-se em placa de orifício, que força uma queda na pressão entre uma face e outra: a diferença entre as pressões possibilita calcular a vazão efetiva. Mais recentemente, métodos de medição ultrassônicos proporcionam métodos precisos e ao mesmo tempo não-invasivos. Métodos de medição eletromagnéticos baseiam-se na lei de indução de Faraday, viabilizando processos de medição que dispensam quedas na pressão.

  • Controle de proporções
    Indicado para implementar misturas, esse tipo de controle pode operar com transmissores de vazão ou de massa. Das duas variáveis que recebe, uma é denominada variável livre (em inglês, wild variable), e a outra é a chamada variável controlada. O ajuste é especificado em percentuais, podendo variar entre 10 e 500%, salvo solicitações diferenciadas.

  • Controle de trações mecânicas
    Esse tipo de controle é usual em equipamento de bobinagem e rebobinagem de tecidos e laminados flexíveis, bem como fios de tecelagem ou cabos trefilados e cabos elétricos, visando evitar estiramentos que possam deformar ou romper o produto, enquanto mantém a uniformidade do carretel. A tensão aplicada se traduz em torque aplicado sobre o braço de esticamento, que além de estar sujeito a um freio eletromagnético, traz realimentação via potenciômetro circular.

  • Medição de pressões
    Pressões são medidas via componentes usados em extensometria. Produzem esforço proporcional à pressão, aplicado sobre área predeterminada. Esses componentes, denominados strain gauges, geram sinais elétricos que são linearizados via pontes de resistores, seguindo para amplificadores, que podem gerar sinais padronizados em corrente (0-20 ou 4-20 mA), tensão (0-10 ou 1-5 V), ou sinais digitalizados RS485, Hart, USB ou Bluetooth.

  • Medição de níveis
    Durante muitos anos, medição de nível líquido foi realizada com auxílio de bóia, à qual era preso um cabo; esse cabo contornava uma polia, trazendo na outra extremidade contrapeso, mantendo o cabo distendido e respondendo às variações de nível. A polia podia estar ligada a potenciômetro de voltas múltiplas ou a uma redução conectada a potenciômetro de volta única. Esse tipo de sistema trazia o inconveniente do contato com o produto, necessitando higienização periódica e sujeição a corrosão. Mais recentemente, a bóia foi substituída por transceptores de ultrassom, cuja eletrônica associada trata de períodos entre emissão do surto acústico e a recepção do eco, tudo absolutamente isento de contato físico. Outros processos, como o uso de fachos infravermelhos, são igualmente viáveis.

Cadastre-se para receber o boletim eletrônico da OMEGA Engineering Brasil!

 Modelos mais populares em CONTROLADORES  

CN132 : Controladores de Temperatura/Processo com Sintonia Automática para ...
https://br.omega.com/pptst/CN132.html - 80k - segunda-feira, 16 de março de 2015

Série CN740 : Controladores de Temperatura para Montagem 1/16 DIN
https://br.omega.com/pptst/CN740_SERIES.html - 74k - segunda-feira, 16 de março de 2015

Série CN7500 : Controladores do Tipo Rampa/Patamar para Montagem 1/32 DIN
https://br.omega.com/pptst/CN7500.html - 73k - segunda-feira, 16 de março de 2015

CN77000 Series : Controladores PID de Temperatura/Processo MICROMEGA® pa...
https://br.omega.com/pptst/CN77000.html - 103k - segunda-feira, 16 de março de 2015

Série CN7500 : Controladores do Tipo Rampa/Patamar para Montagem 1/16 DIN
https://br.omega.com/pptst/CN7800.html - 75k - segunda-feira, 16 de março de 2015

Série CN78000 : Controladores de Temperatura/Processo para Montagem 1/16 DI...
https://br.omega.com/pptst/CN78000.html - 103k - segunda-feira, 16 de março de 2015



MMV | 79 | 009